Wikia

Memória Alfa

USS Excelsior

Discussão0
631 pages em
Este wiki
USS Excelsior.jpg

A Excelsior.

A USS Excelsior é uma nave estelar da Frota Estelar em serviço nos séculos XXIII e XXIV. Foi o muito bem sucedido protótipo de uma nave estelar classe Excelsior.

Protótipo transdobra Editar

Foi originalmente concebida com uma nave para o projeto do disposito transdobra por volta de 2280. Projetada sob novos princípios radicais de propulsão, a Excelsior tinha o potencial para se tornar amais rápida nave estelar de toda a Federação. Na época o recorde de velocidade da Frota Estelar pertencia à USS Enterprise que marcou fator 14,1.

Sabotagem Editar

Em 2285, a Excelsior (ainda tendo o registro de protótipo NX-2000) teve finalmente completada sua construção e testes preliminares na Doca Espacial da Terra. Nesse mesmo momento ocorreu o roubo da nave USS Enterprise por sua própria tripulação (eventos mostrados em "Star Trek III: The Search for Spock") e o capitão da Excelsior, Styles, recebeu ordens de perseguir e trazer de volta a nave roubada, bem como sua tripulação amotinada. Confiante em sua "incrível máquina", o Capitão Styles ordenou rendição à tripulação da USS Enterprise. Entretanto, o Comandante Montgomery Scott, designado como Engenheiro-Chefe da Excelsior, sabotou o computador transdobra da nave, deixando a Excelsior morta no espaço - tendo de ser rebocada de volta para a Doca Espacial.

Seguindo-se a embaraçosa falha, a Excelsior passou os dois anos seguintes na doca e seu dispositivo trandobra foi aperfeiçoado, mas a despeito dos melhores esforços dos engenheiros da Frota, "O Grande Experimento" fracassou. Subsequentemente, a nave foi refeita com tecnologia convencional de dobra antes de ser comissionada e receber sua primeira missão (entre " Star Trek IV: The Voyage Home" e "Star Trek V: The Final Frontier").

Star Trek VI: The Undiscovered Country Editar

Após ser comissionada em 2290, foi designada para o comando do Capitão Hikaru Sulu, que recebeu a missão de três anos, de catalogar anomalias gasosas em atmosferas planetárias no Quadrante Beta. Em 2293, a Excelsior estava retornando para casa após bem-sucedida missão quando se deparou com uma poderosa onde de choque originada pela explosão de Praxis, uma lua Klingon em órbita do planeta Kronos. Este evento deflagrou uma série de outros que possibilitaram a tão esperada paz entre a Federação e o Império Klingon (como visto em "Star Trek VI: The Undiscovered Country").

USS Enterprise-B Editar

No filme "Star Trek VII: Generations", podemos ver por breves momentos o comissionamento da nova USS Enterprise (NCC-1701-B), refeita na classe Excelsior e sob o comando do Capitão Harriman. A idéia original dos produtores era que a Excelsior substituísse a Enterprise após sua destruição. Mas devido ao grande movimento de fãs contra a idéia, a Enterprise retornou ao final do quarto filme com uma nave da classe Constitution e com a letra "A" no final de seu registro.

Século XXIV Editar

O Design da Excelsior foi tão bem sucedido que deu nome a uma nova classe de naves estelares e iniciou-se uma produção em massa de novas naves. No século XXIV, numerosas naves classe Excelsior estão à serviço da Frota Estelar. Em 2370, ela estava em serviço ao longo da fronteira da Federação com a União Cardassiana. Neste ano, foi designada para ajudar em uma missão de busca pela desaparecida USS Hera no episódio "Interface" da série "Star Trek: The Next Generation"

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória